Semas troca de experiências sobre gestão de resíduos sólidos

Evento discutiu a legislação e iniciativas para estimular a implantação do conceito de “Cidades Sustentáveis” nos municípios pernambucanos

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas-PE) participou, nesta quinta-feira (11), do 1º Seminário on-line sobre Resíduos Sólidos, de uma série de três. O evento discutiu a legislação e iniciativas para estimular a implantação do conceito de “Cidades Sustentáveis” nos municípios pernambucanos. A ação é uma iniciativa da Associação de Ex-bolsistas e Estagiários no Japão e tem como objetivo proporcionar a troca de boas práticas e o retorno de um compromisso assumido com intercambio.

A abertura foi conduzida por Valdir Luna, presidente da ANBEJ e professor do Centro de Ciências Biológicas; e também contou com a participação de Masayuki Eguchi, representante Chefe da JICA no Brasil; José Patriota, presidente da AMUPE; Hiroaki Sano, consul Geral do Japão no Recife; José Antônio Bertotti, secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco; e Alfredo Gomes, reitor da UFPE.

“A ANBEJ tem como missão desenvolver na forma de trabalho um investimento feito pelos contribuintes brasileiros e japoneses por cada um de nós, professores cientistas e técnicos, nas mais diversas áreas e que foram ao Japão e receber algum tipo de treinamento. Nesse contexto, não se trata apenas de uma consequência de três seminários, mas de uma iniciativa que terá desdobramento ao longo do ano. Esperamos que traga bons frutos para todos os municípios pernambucanos, na questão de tratamento e destinação de resíduo sólidos. Que esses encontros possam trazer mais do que informação, que eles também possam trazer envolvimento na melhoria de qualidade de vida do nosso povo”, disse Valdir Luna.

José Bertotti, em suas palavras parabenizou a iniciativa dos ex bolsistas que receberam a formação técnica fora do país, com os apoios do Brasil e do Japão e fazem retornar agora, para a sociedade conhecimento e investimento, demostrando assim, consciência cidadã em um gesto muito importante. “Esse seminário é super importante no sentido de apontar ações que estão sendo realizadas, apresentar as soluções tecnológicas e a elevação da consciência da emergência climática e das soluções para problemas ambientais, proporcionando um círculo virtuoso no avanço da política ambiental. Parabenizo a iniciativa da ANBEJ e os parceiros. Reforço que o Governo de Pernambuco se coloca nessa parceria”, disse.

As palestras

Alfredo Montezuma – Gerente do Núcleo de Estudo e Desenvolvimento do Núcleo de Engenharia do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, apresentou os trabalhos desenvolvidos pelo GT Interinstitucional de apoio técnico na gestão municipal dos Resíduos Sólidos. Já Bertrand Sampaio, superintendente de Meio Ambiente da Semas, falou sobre os marcos legais, desafios e boas práticas na gestão dos Resíduos Sólidos no Estado. Por último, Erica Lopes, Coordenadora do CAOP, falou sobre Política Nacional dos Resíduos Sólidos nos municípios: contribuição do Ministério Público de Pernambuco.

O superintendente de Meio Ambiente da Semas, Bertrand Sampaio, fez uma retrospectiva do que vem sendo desenvolvido no estado nos últimos anos. Ainda apresentou dados atuais das ações que estão acontecendo nesse momento, em Pernambuco nas áreas de sustentabilidade, coleta seletiva com cooperativas de catadores de materiais recicláveis; compostagem orgânica, encerramento dos lixões, economia circular de resíduos eletroeletrônicos, biogás para geração de energia, e outros temas.

“Muito oportuno essa iniciativa com a chegada de novos prefeitos. Nossa meta é lutar junto com todos os parceiros, no sentido de encerrar os lixões até 2022 nos municípios que ainda usam essa prática e ao mesmo tempo implementar uma cultura de coleta seletiva, usando por exemplo o trabalho ordenado dos catadores e de compostagem. Nós procuramos dar suporte para que os municípios tenham um planejamento viável, de forma regionalizada, e que possam se adequar a forma correta de tratar seus resíduos sólidos, iniciativa tão importante para todos os municípios”, enfatizou Bertrand.

O encontro foi finalizado com uma rodada de perguntas realizadas por vários participantes, fortalecendo ainda mais a troca de informações pertinente ao tema. O evento contou com o apoio da Associação dos ex-bolsistas e estagiários no Japão-ANBEJ, com o apoio da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Semas, Agência de Cooperação Internacional do Japão-JICA, NUSP, Consulado Geral do Japão no Recife e a Rede Pernambucana de Municípios Saudáveis.