A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PE) marcou presença em encontro nacional, em Campo Grande (MS), para debater sobre logística reversa de embalagens recicláveis, um dos maiores problemas ambientais que a sociedade mundial enfrenta.   

A Semas foi representada no evento pelo seu secretário executivo e também gestor de resíduos sólidos, Edilson Silva. O secretário executivo participou desta rodada de diálogo entre a Associação Nacional dos Ministérios Públicos do Meio Ambiente dos Estados, as entidades gestoras da logística reversa dos principais geradores de resíduos de embalagens no Brasil, e os gestores públicos de resíduos sólidos urbanos.

“O tema é complexo, cheio de desafios, mas também cheio de oportunidades. Em Pernambuco geramos 12 mil toneladas/dia de resíduos sólidos urbanos. Desse total, não conseguimos reciclar sequer 1,5%. Contudo, o governo de Pernambuco é destaque nacional nesta pauta. Atualmente, 98% da massa dos resíduos gerados, são destinados a aterros sanitários, com apenas 7% dos municípios (13 entre 184 municípios) que ainda possuem lixões. Adianto que estamos trabalhando fortemente para zerar estes lixões até dezembro”, garantiu Edilson.

O Estado está investindo cerca de R$ 20 milhões de recursos públicos em reciclagem e aterros nos municípios. Por outro lado, parcerias com a iniciativa privada garantirão nos próximos meses a inauguração de no mínimo mais 5 aterros no Sertão e na Zona da Mata. Segundo Edilson, executivo da Semas, o próximo passo será garantir que os aterros recebam o mínimo de resíduos recicláveis, gerando empregos verdes na economia circular dos resíduos.