A iniciativa faz parte do Programa de Reflorestamento de Pernambuco e busca ampliar o verde com foco, também, na produção de água

O secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas/PE), José Bertotti, reuniu-se na  úlitima quinta-feira (08), com a prefeita Maria Izalta, do município de Ibirajuba e com o prefeito de Chã Grande, Diogo Alexandre, para o plantio de mudas de árvores nativas da região. A iniciativa, que faz parte Programa de Reflorestamento de Pernambuco, é uma parceria entre Semas, CPRH, Compesa e municípios.

“Desenvolvemos plantio e reflorestamento de áreas indicadas pela prefeitura sempre com o foco na produção de água. Com isso avançamos na lógica do desenvolvimento sustentável criando climas mais favoráveis, recuperando a nossa biodiversidade e compreendendo que esta parceria entre os municípios é fundamental, lembrando sempre que água é vida, além de um elemento muito importante para a produção seja ela agrícola ou industrial”, afirmou Bertotti.

Em Ibirajuba, foi realizado o plantio de 2 mil mudas em Lagoa Cercada e a atividade contou com a participação do deputado estadual Clodoaldo Magalhães, do presidente da Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH, Djalma Paes, do representantes da Fundação Ipojuca, Joseriel Inácio, e do técnico em Meio Ambiente José Paulo, além da prefeita do município e do secretário estadual.

Já em Chã Grande, foram plantadas 300 mudas na mata Nilton Carneiro, área de reflorestamento próxima ao estádio municipal Barbosão. As árvores vieram de uma sementeira da Compesa, em Bonito. Participaram do plantio o prefeito de Chã Grande, o secretário Bertotti, o presidente da CPRH, o secretário municipal de Desenvolvimento Rural e Sustentabilidade de Chã Grande, Joseildo Martins, além da representante da Compesa, Carmem Tavares, professores e estudantes da cidade.

O Programa de Reflorestamento de Pernambuco visa manter, recuperar e ampliar a cobertura vegetal do estado, estimulando a cultura da restauração ecológica e de práticas sustentáveis, contribuindo para a geração de oportunidades socioeconômicas para produtores rurais, a segurança alimentar, a sustentabilidade ambiental.

Foto: Pedro Caldas