José Bertotti apresentou editais que irão beneficiar iniciativas voltadas aos diversos municípios pernambucanos

A convite da prefeitura do município de Chã Grande, o secretário Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PE), José Bertotti, participou da videoconferência “Água para beber, água para plantar, consciência e desafios para o novo tempo”, nesta terça-feira (23). A abertura foi realizada pelo prefeito da cidade, Diogo Alexandre. O gestor municipal falou sobre a escassez de água na região e a existência de iniciativas de escavações desordenadas em áreas de plantio que acabam por degradar o solo. Também se colocou à disposição para o desenvolvimento de projetos conjuntos com a Semas para a implementação e disseminação de práticas sustentáveis na localidade.

Bertotti apresentou iniciativas lançadas pelo Governo do Estado, no Dia Mundial da Água, para promover a disponibilidade hídrica em Pernambuco. Uma delas foi o lançamento de edital para financiar projetos da sociedade civil que visem à recomposição florestal em áreas de nascentes. Com um investimento R$ 1,8 milhão do Fundo Estadual de Meio Ambiente, o edital é voltado para a recuperação de locais degradados ou em processo de degradação nos biomas de Mata Atlântica e Caatinga. Organizações não-governamentais e fundações privadas sem fins lucrativos com objetivos ambientais podem enviar seus projetos à Semas, até o dia 23 de junho, por meio digital.

Segundo Bertotti, também está previsto o lançamento de outro edital no segundo semestre. Dessa vez, será focado na criação de sementeiras e disponibilizará recursos para as prefeituras. A ideia é criar 50 novas sementeiras municipais para reforçar o trabalho que a CPRH e a Compesa vêm fazendo na área de saneamento e monitoramento de recursos hídricos.

O secretário ainda destacou que a Semas está promovendo uma capacitação para os gestores municipais na área ambiental, que os ajudará na elaboração de projetos e outras ações para localidade. “As inscrições já estão abertas e seguem até o próximo dia 31. Entre os objetivos dessa capacitação está o treinamento de técnicos para desenvolverem e identificarem possíveis iniciativas como criar unidades de conservação, elaborar uma boa proposta de combate à desertificação, fazer trabalhos de reflorestamento, entre outras ações”, explicou.

Participaram do encontro, além do secretário estadual e do prefeito de Chã Grande, gestores, pesquisadores, professores, ambientalistas e um representante do Engenho Sanhaçu.