Na ocasião, gestores conheceram aterros sanitários da prefeitura e projetos de organizações sociais

O secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), José Bertotti, cumpriu agendas administrativas, juntamente com Djalma Paes, presidente da Agência de Meio Ambiente do estado (CPRH), em Glória do Goitá, na manhã desta quarta-feira (08).  Os gestores, recebidos pela prefeita Adriana Paes, discutiram parcerias que vêm sendo tocadas no município em ações ambientais. Na ocasião, o secretário, ao lado do presidente da CPRH e da prefeita da cidade, visitaram aterros sanitários e projetos de organizações sociais que trabalham com desenvolvimento sustentável.

“A gente veio visitar o trabalho que a prefeitura vem fazendo na coleta seletiva e no tratamento de resíduos que inclusive vai reforçar o orçamento do município com a captação do ICMS Verde, uma das políticas do Governo do Estado que visa apoiar os trabalhos em meio ambiente das gestões municipais”, afirmou o secretário da Semas.

Conforme Bertotti, o governo criou a proposta do ICMS Verde para os municípios que encerram seus lixões. A iniciativa objetiva contribuir no processo de coleta e tratamento dos resíduos sólidos, visando estimular também os municípios na criação de cooperativas de catadores, que geram emprego e renda. De acordo com Bertotti, cada um também pode fazer a sua parte. Ao separar o lixo orgânico do lixo seco: plástico, papel e metal, pode-se contribuir tanto para os catadores auferirem renda quanto para a qualidade do meio ambiente. E, levando-se em consideração também que o lixo orgânico pode virar adubo por meio do processo de compostagem, será menos lixo a ser transportado para o aterro do município.

Reflorestamento – O secretário estadual também conversou com a gestão local sobre o edital de reflorestamento de nascentes. O edital, que conta com aporte de 1,8 milhão do Fundo Estadual de Meio Ambiente (FEMA), selecionou projetos de reflorestamento, a partir de sistemas agroflorestais. Áreas degradadas ou em processo de degradação, na região dos biomas de Mata Atlântica e Caatinga, deverão ser restauradas, já a partir do terceiro trimestre deste ano. O projeto da organização Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), localizada em Glória do Goitá, foi um dos contemplados no edital. A proposta “Nascentes do Goitá: Mobilização e ação por meio de sistemas agroflorestais agroecológicos” deverá ser desenvolvida em parceria com a prefeitura.