No compromisso de diminuir a emissão de gases de efeito estufa e na busca por alternativas de sistemas de produção que utilizam tecnologias de baixo carbono, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PE) participou, nesta terça-feira (18), de um evento promovido pela “Aliança das Paisagens”, que inclui a Missão Diplomática Americana (USAID), a Disclosure Insight Action (CDP) e seus parceiros. No encontro, foi discutido o cenário e as abordagens jurisdicionais sobre o investimento e o alinhamento de interesses entre vários atores no intuito de promover impactos sustentáveis. 

A Semas foi representada pelo Superintendente de Biodiversidade e Conservação, Maurício Guerra, que participou do workshop “Abordagens em Escala de Paisagens e Jurisdições Sustentáveis: como investir e alinhar múltiplos interesses”. Na sessão, foram debatidas as iniciativas de paisagem sustentáveis como potencializadoras da produção sustentável. Que significa uma produção com tecnologias agrícolas de baixo carbono, rastreabilidade e certificação de commodities, engajamento de pequenos produtores e gestão coletiva da paisagem. Estas atitudes são consideradas fundamentais para a redução do desmatamento ilegal e das emissões de gases de efeito estufa. 

“No evento tivemos a possibilidade de compartilhar as experiências que estão em curso no país para que a gente possa ampliar as medidas de restauração e evitar o desmatamento proveniente das atividades produtivas. Nisso torna-se fundamental a articulação entre governos e a iniciativa privada estimulando uma economia verde e promovendo mecanismos que adotem a agricultura de baixo carbono e a recuperação florestal”, sintetizou Maurício Guerra.

A Disclosure Insight Action (CDP), organizadora do workshop, é uma organização sem fins lucrativos, que administra o sistema de divulgação global, através de dados e relatórios, do gerenciamento de impactos ambientais. Esse compilado de informações é bastante utilizado para investidores, empresas, cidades, estados e regiões.