A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PE) realizou, nesta terça-feira (25), a Oficina de Zoneamento e Programas do Agrupamento de Suape, formado por um conjunto envolvendo quatro Unidades de Conservação situadas em dois municípios – Ipojuca e Cabo de Santo Agostinho. A oficina serve como socialização do diagnóstico da área, realizado em um momento anterior, e para troca de conhecimentos e contribuições para o desenvolvimento do Plano de Manejo das UCs que compõem este Agrupamento, composto por dois Parques Estaduais (PE) – Mata de Duas Lagoas e Mata de Zumbi, a Floresta Urbana (FURB) de Camaçari, além da Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) Ipojuca Merepe.


De acordo com Maíra Braga, assessora especial da Superintendência de Conservação da Biodiversidade da Semas PE, o encontro serviu para socializar informações sobre as características socioambientais das UCs, suas pressões e oportunidades de preservação, conservação e desenvolvimento sustentável. A partir da base de dados do diagnóstico, está sendo realizado um planejamento integrado com a sociedade, sobre o zoneamento e os programas. “Tudo isso é justamente pensar o futuro destas Unidades de Conservação. A gente retrata a realidade, reconhecendo os aspectos de conservação, os desejos de usos sustentáveis e mesmo os conflitos que existem nas Unidades, e a partir daí, a gente traça estratégias de gestão dessas áreas, com trabalho técnico e de participação social. Então, a gente nesta oficina, trata do olhar para o futuro dessas áreas”, explicou Maíra.


O encontro aconteceu na Escola Municipal Santo Cristo, no centro de Ipojuca, e contou com a participação de mais de 50 pessoas, entre moradores, ambientalistas, pescadores, donos de propriedades particulares, pesquisadores, lideranças comunitárias e representantes do poder público. A oficina segue nesta quarta-feira, 26, na mesma escola, situada na Avenida Paulo Emídio do Nascimento, no Centro de Ipojuca, onde serão apresentados os programas e traçadas as ações de conservação e gestão dessas áreas. Neste segundo dia, serão propostas pelos participantes da oficina ações de educação ambiental, desenvolvimento sustentável, fiscalização, recuperação ambiental, ecoturismo, pesquisa cientifica, entre outros.


PROGRAMA – O Programa UC Pernambuco é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) e recebe recursos provenientes da compensação ambiental arrecadados pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), órgão responsável pelo gerenciamento das Unidades de Conservação no Estado. O objetivo é a promoção de soluções integradas no que diz respeito à gestão ambiental de UCs. Ao todo, serão contempladas 47 Unidades, distribuídas por 35 municípios, localizadas em áreas dos biomas Caatinga e Mata Atlântica e ecossistemas associados, que estão divididas em agrupamentos para execução do Programa.