Paralela a sua intensa agenda, Bertotti acompanha o governador Paulo Câmara que anunciará investimentos significativos em favor a preservação do meio ambiente no estado

 

Glasgow – A COP26 entra na reta final de trabalhos com grandes expectativas em relação aos compromissos assumidos, principalmente pelos governantes dos mais de 200 países presentes à Conferência. A novidade da presença brasileira este ano é a participação de governadores, prefeitos e gestores, atuando como governos subnacionais. Pernambuco faz parte deste grupo e apresentou ao longo da semana, as políticas públicas implantadas no estado para a proteção do meio ambiente, fazendo um contraponto ao governo federal, pela ausência de um caminho para eliminar as queimadas e pela falta de incentivo para a geração de uma economia sustentável.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade José Bertotti inicia a próxima semana participando de uma agenda própria, onde mostra os avanços promovidos por sua pasta e firmando parcerias importantes no fortalecimento das políticas públicas em busca da neutralidade da emissão dos gases de efeito estufa. O secretário também acompanha o governador Paulo Câmara, que irá anunciar um pacote de investimentos para o enfrentamento ao aquecimento global e em favor de uma economia sustentável em Pernambuco.

Segundo Bertotti, na Conferência pelo clima se fecham importantes compromissos e se firmam parcerias norteadoras das ações de enfrentamento as mudanças climáticas. O evento serve também para mostrar e conhecer experiências exitosas do que tem sido feito em prol do meio ambiente, no combate ao aquecimento global. Bertotti, titular da pasta responsável pela criação e implantação dos principais programas ambientais, apresentou o que Pernambuco tem feito em busca da neutralidade da emissão de gases poluentes.

“Temos trabalhado duro nos últimos anos para diminuir os impactos das mudanças do clima em nosso Estado, um dos mais atingidos do país. Em 2019, fizemos o primeiro inventário estadual sobre o efeito estufa. Agora estamos atualizando os dados para 2021. Em parceria com a União Europeia, constituímos o nosso Plano de Descarbonização. Temos ainda programas significativos como o Refloresta Pernambuco, com uma meta ousada de plantar 3,8 milhões de mudas no estado; O Plano de Manejo para contemplar 41, das 89 Unidades de Conservação; o Mar sem Plástico e a implantação de procedimentos para a gestão de resíduos sólidos, entre outras ações importantes que apresentamos aqui na COP26. Agora, o governador chega para participar da conferência, com um conjunto de investimentos no Estado, como a produção de energia solar e eólica, como alternativa de desenvolvimento, produzindo a energia do futuro e garantindo a diminuição da emissão dos gases causadores do efeito estufa, inclusive podendo exportar esta energia”, informou Bertotti.