Semas deverá levar os resultados do estudo sobre a contribuição do manejo florestal da Caatinga para a segurança energética, alimentar e hídrica até à COP do Clima

O secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, participou do Seminário sobre Manejo Florestal Sustentável da Caatinga: contribuição para segurança energética, alimentar e hídrica, nesta quinta-feira (30). O evento foi promovido por pesquisadores de universidades de Pernambuco, Paraíba e Piauí, juntamente com o Instituto Federal do Piauí (IFPI) e a Associação Plantas do Nordeste (APNE), que desenvolveram um estudo sobre a contribuição do manejo florestal da Caatinga para a segurança energética, alimentar e hídrica no período de 2018 a 2021.

O encontro foi realizado por meio de videoconferência e pôde ser conferido pela página do IFPI – Campus Oeiras. Na ocasião, foram apresentados os resultados de pesquisas realizadas pelo projeto Nexus Caatinga, que conta com a participação de pesquisadores da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), IFPI e a APNE. De acordo com os professores, os resultados obtidos sobre a importância atual e potencial do manejo florestal da caatinga buscam subsidiar programas e políticas públicas específicas

O gestor da Secretaria de Meio Ambiente de Pernambuco (Semas/PE), José Bertotti, destacou as iniciativas do Governo do Estado na recomposição da cobertura vegetal e na recuperação e proteção de nascentes e cursos de rio, por meio de editais voltados para Mata Atlântica e Caatinga. Bertotti acrescentou, ainda, a importância da pesquisa realizada, que deverá ser agregada aos estudos do plano de descarbonização do estado.

“Agora em novembro, na COP 26, já vamos levar uma parte do estudo do Plano de Descarbonização de Pernambuco mostrando quais são as alternativas tecnológicas sustentáveis para cada setor econômico para descarbonizar a economia e essas informações que vocês trazem, aqui, sobre produção, manejo e incentivos, certamente serão acrescentadas. Vamos reunir todas elas”, afirmou Bertotti.

Participaram do seminário, representando o poder público, além do secretário da Semas, José Bertotti, Fernando Castanheira, do Serviço Florestal Brasileiro, do Ministério da Agricultura, Pecuária de Abastecimento e Gustavo Bediaga, do Ibama (Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas).