A Secretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, (Semas-PE), Inamara Mélo, recebeu na tarde desta terça-feira (25), em seu gabinete o prefeito de São José da Coroa Grande, Jaziel Gonçalves Lages, que protocolou uma solicitação para iniciar as tratativas de criação de um Parque Estadual na Eco Fazenda Engenho Morim, transformando a Reserva Particular de Patrimônio Natural – RPPN, em uma Unidade de conservação pública, com ampliação da área a ser preservada.

No encontro, o gestor municipal se colocou à disposição para que a criação do Parque se concretize no menor tempo possível. “Coloco-me a inteira disposição da Semas e do governo de Pernambuco, para que aconteça o quanto antes a criação deste Parque Estadual que é a medida ambiental mais importante dos últimos anos, no território de São José da Coroa Grande. É uma grande oportunidade, pois a área tem um grande potencial ambiental, histórico e turístico. Por isso, antecipo nossa disponibilidade para as providências necessárias”, assegurou o prefeito.

Inamara ao receber a reivindicação das mãos do prefeito Jaziel, avaliou que este é realmente um importante gesto para o avanço das políticas públicas ambientais naquela região. “De fato, trata-se de uma área de extrema relevância ambiental e que está no topo das nossas prioridades, por se tratar de um fragmento de Mata Atlântica, que pertence a reserva da biosfera. E isso coaduna com o compromisso do governo em fortalecer as políticas públicas de conservação ambiental no Estado”, informou Inamara.

A criação deste parque é compatível com a decisão dos conselheiros e conselheiras presentes na 109ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Meio (CONSEMA/PE), que aconteceu no último dia 11, quando recomendaram à Câmara Temática de Compensação Ambiental (CTCA), da Agência Pernambucana de Meio Ambiente (CPRH), o uso dos recursos da compensação ambiental para a regularização e aquisição de áreas de relevante biodiversidade e de interesse ambiental, a exemplo da Mata do Engenho Uchoa, importante área que é foco de uma luta de mais de 40 anos pela preservação do local, composto por uma área que abrange 11 bairros do Recife.