O “Horta em Todo Canto” ganhou mais uma unidade em Pernambuco. Desta vez, no Parque Estadual de Dois Irmãos (PEDI). A inauguração da nova horta orgânica ocorreu nesta terça-feira (14), logo após a Reunião do Conselho Gestor do Programa. E contou com a presença das diversas instituições e órgãos estaduais.

O programa do governo de Pernambuco tem como objetivo a instalação de hortas orgânicas nas instituições públicas estaduais, como escolas, hospitais, secretarias, parques e demais equipamentos vinculados ao estado. Com características educativas e de multiplicação, sem focar produção em grande escala, o “Horta em Todo o Canto” promove rodas de conversas e cursos para servidores das instituições que abrigam as hortas, bem como para o público interessado.

Idealizado pela primeira dama do estado, Ana Luísa Câmara, o programa passou a ser conduzido pela Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN/PE), através do seu Comitê Técnico, composto pelas secretarias de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, de Meio Ambiente e Sustentabilidade, de Desenvolvimento Agrário, da Mulher, de Saúde e de Educação, e pelos órgãos IPA, CEASA e COMPESA.

A secretária executiva da CAISAN/PE e Superintendente das Ações de Segurança Alimentar e Nutricional (Suasan), Mariana Suassuna, detalhou as ações que ocorrem paralelamente ao processo de implementação dessas hortas. “A gente faz avaliação nutricional dos servidores das instituições e faz três rodas de conversa, uma sobre alimentação saudável, outra sobre conservação e manipulação dos alimentos e uma que é sobre os mitos e verdades da alimentação”, explicou.

O programa conta ainda com três equipes técnicas (da Semas, do IPA e da Ceasa), que ficam responsáveis por visitar o local da instalação de uma nova horta e avaliar a viabilidade e potencialidades do espaço disponível. Após a análise técnica, as equipes propõem que a instituição assuma a responsabilidade pela compra das sementes e pelo preparo dos canteiros, sendo assim um programa de baixo custo. O “Horta em Toda Parte” vem crescendo nos últimos anos. Antes, os cultivos estavam concentrados basicamente na Região Metropolitana do Recife, e agora estão sendo expandidos fortemente para os municípios do interior.

O técnico ambiental da Unidade de Conservação de Dois Irmãos, Heliandro Laurentino, é quem está responsável pela horta do PEDI. Heliandro detalhou a produção e as características da plantação que fica localizada na parte superior do Prédio Administrativo do Parque. “Aqui é uma área de muita exposição ao sol e à chuva. Então desenvolvi uma proteção que deixa passar os raios solares, mas em compensação não castiga tanto a horta. Nós plantamos aqui pimentão, três qualidades de tomate, alface roxa e verde, salsa lisa, cebolinha roxa e branca, coentro do Maranhão, pimenta brava, hortelã, camomila e tantas outras. Nós também temos a nossa produção de PANCs, que são as plantas alimentícias não convencionais”, explicou.

A experiência com as hortas urbanas também pode ser adotada pelos cidadãos em seus espaços particulares, sendo um mecanismo interessante de utilização dos espaços urbanos. “Acho que é importante dizer que esse é um tipo de solução boa para as grandes cidades, que às vezes não têm tanto espaço para plantar. É uma alternativa para você aproveitar espaços que estão ociosos. Pode ser na parte superior de um prédio, pode ser uma horta vertical, pode ser usando materiais recicláveis. Há vários tipos, formas e estruturas de horta”, reforçou o técnico ambiental.

Tudo que for colhido na nova horta, neste primeiro momento, será distribuído aos funcionários e colaboradores do parque. Maurício Guerra, Superintendente de Conservação e Biodiversidade destacou a importância da iniciativa para a educação ambiental e anunciou que o planejamento da Semas inclui que a horta passe a receber os visitantes do zoológico. “Ela vai ser um instrumento fundamental para a educação ambiental. Os visitantes do zoológico, aqui no Parque Estadual Dois Irmãos, vão ter a oportunidade de se aprofundarem nesse conhecimento sobre a produção orgânica aqui do espaço, onde poderemos falar sobre alimentação saudável e remodelação do espaço urbano”, concluiu o gestor.

Fotos: Allan Canuto