Têm sido frequentes os casos de dermatites alérgicas em pessoas que residem próximo a áreas de mata. É seguro habitar ou frequentar parques naturais de Mata Atlântica? Confira nesta nota pública emitida pelo Parque Estadual Dois Irmãos

Ultimamente têm sido frequentes os casos de dermatites alérgicas em pessoas que residem próximo a áreas de mata, e muito tem se questionado sobre as causas desses quadros e se é seguro habitar ou frequentar parques naturais de Mata Atlântica. O Parque Estadual Dois Irmãos esclarece estas e outras dúvidas nesta nota pública.

Conforme vem sendo noticiado, e segundo a nota da Sociedade Brasileia de Dermatologia (https://www.sbd.org.br/mm/cms/2021/12/08/sbd-surto-pernambuco-nota-tecnica.pdf), os casos de dermatite têm sido provocados por reação alérgica a cerdas, que são micropêlos, de mariposas do gênero Hylesia. Isto se dá porque, durante o voo, as mariposas acabam liberando as cerdas que ocasionam as dermatites, quando em contato com a pele humana, por terem propriedades urticantes.

Mas por que isto acontece?

Durante o verão, há condições de clima e ambiente favoráveis para a reprodução das mariposas. Durante a estação reprodutiva, elas costumam voar usando a luz do luar como guia. Mas, as luzes artificiais das cidades confundem alguns animais, que eventualmente adentram as casas mais próximas de áreas de mata, e terminam liberando essas cerdas, que existem no abdômen das fêmeas para proteger os ovos durante a oviposição. Durante o voo, algumas podem se desprender e parar em camas ou sofás, que ao serem usados pelas pessoas, podem causar as dermatites por reação alérgica às cerdas.

Todas as mariposas são perigosas?

Não. A maioria dos acidentes envolvendo mariposas são provocados pelas formas imaturas destes animais, popularmente conhecidas como lagartas-de-fogo ou taturanas, mas acidentes provocados pela forma adulta do inseto, como é o caso da Hylesia, são uma exceção, mostrando que as dermatites causadas pelo contato com a forma alada são mais raras. O biólogo Douglas Melo, especialista em lepidópteros (borboletas e mariposas), destaca que apenas as fêmeas das mariposas do gênero Hylesia causam as dermatites. No entanto, no Brasil, há mais de 50 mil espécies de lepidópteros e a maioria não é prejudicial ao homem.

E é seguro visitar o Parque Dois Irmãos ou outras Unidades de Conservação?

Claro que SIM! Como dito anteriormente, a maioria dos lepidópteros são inofensivos ao homem. As visitações a estes ambientes, via de regra, ocorrem durante o dia, e as mariposas, incluindo as do gênero Hylesia que são associadas às dermatites, têm hábitos noturnos. Então, os acidentes são muito improváveis. No Parque Estadual de Dois Irmãos, há mais de 280 espécies só de borboletas, por exemplo, e elas são muito importantes como indicadores da qualidade dos ecossistemas e do bem-estar humano, por serem importantes polinizadoras de diversas espécies vegetais. Assim, o simples passeio diurno em ambientes com florestas pode propiciar uma experiência incrível, além do contato visual com esses belos seres, como é o caso das borboletas. Dessa forma, os visitantes do Parque Estadual de Dois Irmãos devem ficar tranquilos para continuar a frequentar o espaço com suas famílias e amigos.

E o que podemos fazer para evitar as dermatites? Devemos exterminar as mariposas?

NÃO!  Apesar dos registros de dermatites, antes de pensar em “se livrar” de qualquer animal, é fundamental entender que as borboletas e mariposas têm papeis importantíssimos na natureza. Os ambientes naturais são imprescindíveis para a boa qualidade de vida das populações humanas e para conservar a biodiversidade. No entanto, a expansão urbana traz modificações no ambiente que, por sua vez, podem alterar o comportamento de vários animais. Este é justamente o caso com estas mariposas. Eliminar os animais só provocará mais desequilíbrio do ambiente do que já existe, e pode piorar a situação, por expor a própria população humana a doenças ou invasão domiciliar de outras espécies. Para evitar as dermatites, o ideal é telar as entradas (portas e janelas) das casas próximas as matas, e com isso, não só as mariposas, como outros insetos, terão menor chance de adentar as casas e causar estes incidentes. Dessa forma, você fica protegido e as mariposas também, continuando a desenvolver seu papel ecológico, que é extremamente importante para o bem-estar de todos nós.

Imagem: Mariposa Hylesia — Foto: Specht et al. 2006