A administração de Fernando de Noronha concedeu mais 50 declarações para aquisição de veículos elétricos, sejam carros ou motos, para as pessoas físicas que já estavam inscritas, aptas e classificadas. Elas terão até o mês de julho para receber o documento. No entanto, para adquirir a autorização ecológica, é preciso que os classificados, após o recebimento da declaração, apresentem a nota fiscal da compra do veículo elétrico em um prazo de 180 dias.

Essa ação faz parte do Programa Noronha Carbono Zero, que vai limitar até o ano de 2022 a entrada de carro a combustão no arquipélago e prevê a proibição total da circulação desses automóveis na ilha a partir de 2030.

“Essas concessões garantem à comunidade noronhense o direito de adquirir veículos que se adequam ao princípio da sustentabilidade, dentro da pegada ecológica que a administração da Ilha vem adotando, com Programa Noronha Carbono Zero. Seguiremos buscando sempre alternativas para garantir um futuro mais sustentável”, afirmou o Superintendente Jurídico, Felipe Campos.

Após o contemplado apresentar a nota fiscal de aquisição do veículo elétrico vinculada ao seu CPF/MF no Controle de Veículos e Embarcações (CVE), ele vai receber a Autorização Ecológica da Administração, com a qual terá direito ao frete social, sem custo algum para o requerente. Esse frete é para o transporte de carros elétricos do continente até o arquipélago e é válido apenas para a primeira entrada do veículo na Ilha.

Em relação aos classificados da primeira lista, o prazo para a entrega da declaração para aquisição dos carros elétricos foi prorrogado por mais 180 dias. A prorrogação do tempo foi devido às dificuldades econômicas causadas pela pandemia, que dificultaram a entrega dos veículos pelas fábricas.