Inventário de Gases de Efeito Estufa

O 1º Inventário de Gases de Efeito Estufa (GEE) de Pernambuco é um documento que analisa as emissões de CO2 no Estado, no período de 2015 a 2018. Lançado no dia 6 de novembro de 2019, durante a Conferência Brasileira de Mudança do Clima, no Recife, ele foi elaborado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas-PE), em parceria com a organização internacional Under2, desenvolvedora do projeto Pegada Climática, em vários países.

Pernambuco surpreendeu a todos ao produzir o seu estudo de emissões de carbono com todo rigor técnico em apenas seis meses, tornando-se um modelo para os outros participantes do programa internacional. Essa iniciativa – desenvolvida em diversos estados brasileiros e países do mundo – tem como meta finalizar o documento no prazo de até dois anos. 

A pesquisa pernambucana mostra que as emissões se mantiveram estáveis no Estado nesses quatro anos, com uma pequena variação para menos. A emissão total registrada foi de 20.199.285 tCO2e (CO2 equivalente) em 2015, passando para 19.366.120,5 tCO2e em 2016, depois para 19.181.151,7 tCO2e em 2017, por fim chegando a 19.464.390,3 tCO2e em 2018. 

O inventário também traz o mapeamento, de forma sistemática, das contribuições divididas em cinco setores. São eles: energia estacionária, transporte, resíduos (efluentes e resíduos sólidos urbanos), processos industriais e uso do solo, que engloba a pecuária e agricultura (Afolu). Os principais emissores são os resíduos urbanos coletados devido aos lixões e aterros sem aproveitamento energético; pecuária, por conta da liberação de gases no processo de criação de animais; e a queima de combustível fóssil (diesel e gasolina comum). 

Em 2018, o setor de resíduos foi responsável por 29,2% das emissões, sendo acompanhado de perto pelos usos do solo com 29,1%. O levantamento segue normas e metodologias estabelecidas pelo IPCC (sigla em inglês que significa Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas).

 

DADOS DO INVENTÁRIO

2015

Agricultura, pecuária e usos do solo – 27,4%

Resíduos – 25,5%

Transporte – 24,6%

Energia estacionária – 20,3%

Processos Industriais – 2,1%

Emissão total: 20.199.285,7 tCO2e

2016

Agricultura, pecuária e usos do solo – 28,3%

Resíduos – 26,5%

Transporte – 25,5%

Energia estacionária – 18,0%

Processos Industriais – 1,6%

Emissão total: 19.366.120,5 tCO2e

2017

Agricultura, pecuária e usos do solo – 26,2%

Resíduos – 28,2%

Transporte – 26,3%

Energia estacionária – 18,4%

Processos Industriais – 0,9%

Emissão total: 19.181.151,7 tCO2e

2018

Agricultura, pecuária e usos do solo – 29,1%

Resíduos – 29,2%

Transporte – 24,5%

Energia estacionária – 16,7%

Processos Industriais – 0,6%

Emissão total: 19.464.390,3 tCO2e

 

CONFIRA O DOCUMENTO

Clique Aqui – Inventário Estadual de Emissões de Gases de Efeito Estufa – 2015-2018 – Pernambuco