Governo de Pernambuco fará estudos ambientais na Serra do Giz

O secretário Estadual de Meio Ambiente, José Bertotti, se reúne, nesta sexta (25), com representantes das prefeituras de Carnaíba e Afogados da Ingazeira

Em viagem pelo Sertão do Pajeú, o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, se reúne, nesta sexta-feira (25), com representantes das prefeituras de Carnaíba e Afogados da Ingazeira. Na pauta, está a realização de importante estudos ambientais no Refúgio de Vida Silvestre Serra do Giz, localizada na divisa entre os dois municípios. A iniciativa faz parte do programa UC Pernambuco, anunciado em abril e que tem o objetivo de potencializar a gestão e a conservação dos recursos naturais em áreas de proteção ambiental no Estado.

Segundo Bertotti, o programa contempla um total de 47 unidades de conservação sob a administração pública do Governo de Pernambuco e a Serra do Giz será uma das primeiras a serem beneficiadas. A expectativa é que os estudos sejam iniciados já em agosto pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco – Itep, organização contratada para fazer as pesquisas de campo. “Esse trabalho vai entregar os instrumentos necessário para se desenvolver as potencialidades dessas reservas e também para sua efetiva proteção. Estamos falando aqui em salvar espécies de vegetais e animais, assim como de garantir o bem-estar da nossa população. Afinal, as matas e seus produtos estão presentes em vários aspectos da nossa vida”, afirmou Bertotti.

Com uma área de 310,2 hectares, a Serra do Giz possui uma significativa composição de flora e fauna da Caatinga. Por isso mesmo, será desenvolvido ali um amplo estudo ambiental, chamado de plano de manejo. Esse plano abrange o diagnóstico (levantamento do meio físico, biótico, antrópico – ação e relação do homem com o local -, aspectos legais, etc), zoneamento de territórios, definição de potencialidades, diferenciação e intensidade de uso dos recursos existentes, necessidades de proteção e recuperação, assim como a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da área.

Pelo programa, também está prevista a consolidação do envolvimento das comunidades locais com a proteção desse maciço verde. A ideia é criar um conselho gestor com a participação da sociedade civil para a Unidade de Conservação. Esse fórum ficará responsável por acompanhar a implementação das iniciativas e atividades definidas com a conclusão do plano de manejo da reserva, a exemplo da recuperação de territórios (se necessário), manejo da fauna e flora, entre outras ações.

O programa ainda prevê definir áreas de corredores ecológicos, capazes de conectar fragmentos de mata e unidades de conservação. A medida é considerada estratégica para a preservação da biodiversidade local, em especial das espécies ameaçadas de extinção. Isso porque os corredores vão ampliar a área de incidência da fauna silvestre, consequentemente aumentando as possibilidades de sobrevivência e bem-estar desses animais com mais oportunidades de alimentos, reprodução e habitat.

Visita – Antes na quarta-feira (23), Bertotti também tem agenda com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura de Carnaíba, José de Anchieta Alves de Queiroz. Ele percorrerá a região da Matinha, onde a gestão municipal propõe a criação de uma nova Unidade de Conservação. Além disso, visita módulos de manejo sustentável desenvolvidos pelo município, baseado na experiência do Governo do Estado. Trata-se da implantação de fogões agroecológicos construídos recentemente pelo município em comunidades de Carnaíba.

Dentro das ações de combate à desertificação no Semiárido, a Secretaria de Meio Ambiente do Estado entregou, em 2019, de 30 banheiros e fogões agroecológicos nas comunidades de Gangorra e Chico Pereira. A atividade fez parte do Projeto de Implantação de Módulos de Manejo Sustentável da Agrobiodiversidade. Os fogões, que foram replicados pelo município, promovem a eficiência da combustão e reduzem o uso de lenha. O equipamento reflete diretamente na qualidade de vida das pessoas e em menor impacto para o meio ambiente.