Iniciativa, fruto de parceria entre Semas, CPRH e Copergás, busca ampliar a cobertura vegetal e compensar os impactos das emissões de CO2

Glória do Goitá, conhecido como a terra do mamulengo, recebeu, na última quarta-feira (15), 2 mil mudas de árvores. A ação é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas/PE), Agência CPRH e Copergás, por meio do programa Refloresta. A iniciativa visa ampliar a cobertura vegetal da região compensando o impacto das emissões de CO2. O ato de entrega das plantas contou com a presença do secretário da Semas/PE, José Bertotti; e do presidente da CPRH, Djalma Paes, do presidente da Copergás, André Campos, e da prefeita Adriana Paes.

De acordo com Bertotti, a Semas e a CPRH vem viabilizando a doação de mudas produzidas por diversas instituições públicas e privadas de forma a criar uma grande corrente em prol da recuperação e ampliação de áreas verdes no estado. Nesta ação, o município da Zona da Mata foi beneficiado com mudas doadas pela Copergás. A empresa vem investindo no plantio de árvores visando mitigar as emissões de carbono produzidas a partir de suas unidades.

“A Copergás tem agora um programa carbono zero. Eles estão com uma proposta de plantar árvores para compensar as emissões de carbono que as operações da empresa produzem. É mais uma empresa pública pernambucana que coloca na sua lógica do modelo de negócio a compensação de crédito de carbono de maneira voluntária”, afirmou Bertotti.

O secretário ressaltou ainda que a inciativa tem, além de uma grande importância ambiental para a região, um valor cultural. Isso porque o replantio acontece com a espécie mulungu, responsável pela confecção do mamulengo, símbolo cultural da região.

A solenidade de entrega das mudas aconteceu na sede da organização Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta) e também teve entre os participantes a secretária de Planejamento, Orçamento Democrático, Habitação e Meio Ambiente do município, Joelma Farias – recém-empossada como presidente do conselho de Meio Ambiente do município – e jovens do Serta de Glória do Goitá, Lagoa de Itaenga e Chã de Alegria, além dos gestores da Semas, CPRH e Copergás.

Foto: Pedro Caldas