Para garantir a segurança da biodiversidade dos ecossistemas recifais nativos, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas) realiza duas importantes iniciativas: Minuta de decreto sobre ações de prevenção e controle de espécies exóticas marinha; e o Plano de Ação para combate ao coral-sol, uma espécie exótica-invasora já identificada no litoral do Estado. Os documentos foram elaborados junto com a CPRH, administração de Fernando de Noronha e pesquisadores da UPE, UFPE, UFRPE e Projeto Conservação Recifal (PCR), além de receberem contribuições do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) e da sociedade civil. 

Originário do Oceano Pacífico Sul, o coral-sol, nome popular dado aos corais das espécies do gênero Tubastraea spp, tem uma grande capacidade de dispersão e se fixa ao encontrar costão rochoso ou materiais artificiais (cimento, aço, etc). São capazes de se reproduzir em alta velocidade, ocupando o espaço da fauna nativa e provocando um efeito devastador. Em Pernambuco, esses corais foram encontrados em cinco navios afundados para servir como recife artificial agregando a vida marinha e visando incentivar o turismo de mergulhos no litoral do Estado. 

Agora o plano vem para impedir que essa espécie invasora ocupe mais espaços e comprometa o futuro dos recifes e de todo o ecossistema marinho associado. O plano traz uma série de medidas, estando dividido em cinco etapas: Diagnóstico; Remoção; Monitoramento; Comunicação e Normas. Entre as ações previstas estão: 28 campanhas de mergulho para conhecer a exata distribuição da espécie nos diversos ambientes marinhos do Estado, incluindo Fernando de Noronha; treinamento das técnicas adequadas para a remoção das colônias nos naufrágios e nos recifes de corais; monitoramento constante com campanhas e mais.

Já a minuta de Decreto visa estabelecer regras legais para a preservação da biodiversidade marinha na zona costeira de Pernambuco e de Fernando de Noronha. O documento traz direcionamentos mais amplos a serem usados no enfrentamento não só do Coralsol, como também de outras espécies invasoras que venha a ser encontrada na costa do Estado.

 

Confira o plano de combate ao coral-sol na integra: 

Clique aqui

 

Confira a minuta do Decreto em discursão:

Link do PDF