A CEODS é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco desde maio e passou por uma revisita do plano de ação

Na tarde desta terça-feira (07/06), a secretária estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Inamara Mélo, em reunião com representantes do Governo de Pernambuco e da sociedade civil num encontro online da Comissão Estadual para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CEODS), discutiu a proposta de interiorização e territorialização da Agenda 2030 e dos ODS, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas, nos municípios do estado, para garantir que todas as cidades pernambucanas estejam inclusas e pratiquem a política climática mundial, com a qual Pernambuco assumiu responsabilidade e compromisso. Para sensibilizar os municípios sobre a temática, será realizado, no dia 21/06, no Parque Estadual Dois Irmãos, o Encontro com os Gestores Ambientais dos Municípios.

A Semas PE também pretende incorporar o recorte humano com a política dos ODS no Plano de Descarbonização de Pernambuco, que irá reforçar o monitoramento da implementação das ações de políticas climáticas. Outra estratégia apresentada para viabilizar a interiorização do tema no estado seria a realização de uma caravana ambiental, na qual a Semas, com equipes integradas do Governo e Sociedade Civil, percorreriam, de forma participativa, municípios de todas as macrorregiões com atividades de educação ambiental, mobilizando diversos setores sociais para a pauta do clima e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Além da caravana, do encontro com os gestores e da incorporação da ação no Plano de Descarbonização, a proposta englobaria também uma campanha de comunicação para as mídias digitais focada na disseminação dos ODS e sua importância socioambiental.

Pernambuco foi um dos estados brasileiros que assumiu o compromisso com a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. Trata-se de um plano de ação global que reúne 17 objetivos de desenvolvimento sustentável e 169 metas. O intuito é promover uma vida digna para os seres humanos no planeta sem comprometer o meio ambiente e as próximas gerações.

“A agenda climática ainda não é uma realidade de todos os municípios em Pernambuco. Muitos municípios não têm familiaridade com o tema. É preciso agir e fazer as coisas acontecerem. Quando se fala em sustentabilidade, fala-se de acesso à água, à equidade de gênero, de combate à fome, à desigualdade. Fala-se de reduzir os riscos da vulnerabilidade socioambiental frente aos efeitos das mudanças climáticas, aos eventos climáticos extremos, de tornar a sociedade mais resiliente e estruturada para enfrentar essas mudanças”, ressaltou Inamara Mélo, secretária estadual de Meio Ambiente.

Desde o dia 03 de maio, a Comissão Estadual para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (CEODS) está sob coordenação da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco. O objetivo da CEODS é articular todas as secretarias de governo visando garantir que as ações do Estado estejam alinhadas com os indicadores e metas dos ODS, além de monitorar e avaliar o processo de implementação da Agenda 2030.