Serão três dias de debates, construções de políticas públicas para o meio ambiente e busca de alternativas para o enfrentamento às mudanças climáticas. Na abertura do evento, o governador Paulo Câmara assinou um decreto formalizando o compromisso com a neutralidade de emissões de carbono no estado até 2050

O auditório do Centro Cultural Cais do sertão ficou lotado para a abertura da I Conferência Internacional de Resíduos sólidos, a Cirsol. No espaço, estudantes, comunidade acadêmica, científica e profissionais que atuam na área de resíduos sólidos no Brasil e no mundo se reuniram neste momento histórico para Pernambuco, no qual o Meio Ambiente é o assunto principal da discussões e das políticas públicas. A solenidade de abertura começou com o Maestro Spok apresentando o frevo legítimo de Pernambuco. Na sequência, o secretário estadual de Meio Ambiente, José Bertotti, deu a boas-vindas como anfitrião do evento, enfatizando a importância desta conferência para o estado e para o Brasil.

Secretário José Bertotti dando boas-vindas ao público, iniciando as falas de abertura

“Como anfitrião, dedico esta conferência a todos os catadores e catadoras do Brasil, que na minha opinião são os maiores prestadores de serviços públicos para o meio ambiente e que a partir deste  momento, que debatemos o enfrentamento as mudanças climáticas, como uma responsabilidade que é individual mas que individualmente a gente não consegue solucionar nada, precisamos perceber a quantidade de resíduos que são produzidos e ter consciência, tanto do processo produtivo quanto da destinação destes resíduos. E o enfrentamento das mudanças climáticas hoje está diretamente relacionado com a quantidade de resíduos gerados e a destinação no meio ambiente. É uma tomada de consciência para um novo processo de desenvolvimento. E é o que fazemos aqui, reunindo estes atores da mais alta categoria, que coloca a mão na massa e que tem condições de desenvolver novos modelos de negócio, mais sustentáveis e socialmente mais justo,” afirmou Bertotti.

José Cardoso, do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis em PE

Em sua participação, José Cardoso, representante do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis em Pernambuco, falou sobre a esperança que o evento representa para a evolução ambiental de Pernambuco: “Estou agradecido por este momento em nome da categoria que represento e quero dizer que o meu estado está avançando, o meu estado está melhorando,  era meu sonho na época quando estava na rua sozinho puxando a minha carrocinha de material reciclado almejando o dia que eu iria sair dali, então essa esperança se renova com esse evento, com esse momento do estado de Pernambuco, e pedir que isso não pare por aqui, que a gente possa evoluir, que o catador possa ser considerado o profissional da catação, colaborador da limpeza urbana e fazer do Brasil um país de renome na coleta seletiva em prol do meio ambiente”.

Paulo Câmara assina decreto para a neutralidade de emissões de carbono no estado até 2050

“A gestão de resíduos sólidos não é uma preocupação recente da humanidade e muito menos dos administradores públicos que de fato se preocupam com a coletividade e com a prosperidade. O fenômeno é hoje um dos maiores desafios da nossa geração, não apenas pela grandeza e complexidade que adquiriu nas últimas décadas, mas sobretudo pela ligação com a questão do clima. Pernambuco se orgulha e recebe com muito respeito e gratidão a colaboração de todos que se juntam a nós em prol de um objetivo em comum enorme”, disse o governador Paulo Câmara.

Geraldo Júlio, secretário de Desenvolvimento Econômico do estado

“A humanidade corre atrás de metas que já precisavam ter sido alcançadas e a Cirsol trata de um tema extremamente importante para o enfrentamento à emergência climática, pois é muito importante que a gente tenha um olhar para a questão dos resíduos sólidos pelo valor que isso tem para as pessoas e para as transformações que nós podemos fazer na maneira como a humanidade habita e consome esse Planeta. A gente está muito feliz com essa mobilização, feliz de ver esse encontro acontecer aqui no Recife, aqui em Pernambuco, e saber que daqui vão sair muitos frutos,” aposta o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado Geraldo Julio.

Após a cerimônia de abertura, todos se dirigiram para a sala São Francisco onde aconteceu o lançamento do Plano de Descarbonização de Pernambuco, uma estratégia estadual para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e contribuir para evitar o aumento do aquecimento global e suas consequências.

Também participaram da abertura da Cirsol a vice-prefeita do Recife, Isabela de Roldão, a representante residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, Katyna Argueta, o cônsul alemão Rainer Münzel, o secretário executivo do Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI) para América do Sul, Rodrigo Perpétuo, e o ex-prefeito do Recife e presidente do ICLEI América do Sul, Geraldo Júlio, o presidente da AMUPE, José Patriota, e representantes da academia, com o reitor do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), José Carlos de Sá, e da UPE, Pedro Falcão. Mais informações sobre a Cirsol, acesse: https://www.cirsol.com.br/

Fotos: Pedro Caldas/Semas PE