O projeto Restaurando Áreas de Preservação Permanente em Assentamentos Rurais, realizado pelo Cepan – Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste, com o apoio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, está promovendo capacitação dos produtores rurais do assentamento Gulandy/Guabiraba, em Lagoa dos Gatos, município da Mata Sul de Pernambuco. O projeto prevê também a implantação de 40 unidades de Sistemas Agroflorestais (SAFs), para recuperação de nascentes degradadas. Este projeto vai beneficiar produtores rurais com capacitação e assistência técnica.
Neste projeto serão desenvolvidas ações de mobilização social, capacitação técnica dos atores envolvidos, implantação, fomento à adoção de práticas produtivas e sustentáveis, incrementando a segurança alimentar e oportunidades socioeconômicas, oriundas da possível comercialização dos seus produtos. Para Larissa Menezes, Analista de Projetos do Cepan, além da capacitação, o curso vai viabilizar a autonomia dos produtores
“A ideia de capacitar, visan a autonomia dos produtores rurais. No futuro eles poderão caminhar com as próprias pernas. Optamos ainda de implantar o Sistema Agroflorestal, pelos benefícios que esta prática traz para a agricultura familiar, promovendo segurança alimentar aos envolvidos; segurança hídrica da região, recuperando nascentes, rios e riachos; segurança econômica, com mais uma renda para os produtores e principalmente a proteção da biodiversidade de toda a região”, informou Larissa.
O presidente do Assentamento Gulandy Sérgio Rodrigues, avalia que esta capacitação é muito importante para os proprietários dos lotes e principalmente para a biodiversidade da região. “Esta capacitação é muito importante porque vai trazer benefícios para os proprietários, com conhecimento técnico para a produção. Mas também vai trazer muitos benefícios ao meio ambiente, com a recuperação das nascentes, rios e riachos, o que é o interesse de todos da região. Essa capacitação promovida pela Cepan está sendo muito boa”, avaliou Sérgio.
Nesta primeira etapa do projeto de capacitação, foram beneficiados 20 produtores rurais, e aconteceu em dois dias, na terça (08), e quarta (09), das 13h às 17h, contando com recursos do Governo de Pernambuco, através do Fundo estadual de Meio Ambiente – FEMA, por convênio firmado com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, para promover a restauração da Mata Atlântica em Áreas de Preservação Permanente, APPs hídricas por meio da implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs), recuperando as nascentes degradadas e promovendo a conservação da biodiversidade do local.